Skip to main content

Muitas mães de primeira viagem consideram a amamentação um dos atos mais incríveis da maternidade quando, pela primeira vez, alimentam os seus bebés. Tendo dito isto, é importante ser honesto sobre a amamentação: apesar de ser um ato natural, nem sempre ocorre naturalmente.

No passado, as mães de primeira viagem tinham gerações mais velhas de mentores para ajudar a ensinar a amamentar, pelo que a amamentação ocorria «naturalmente» porque de facto elas aprendiam sobre a amamentação! Hoje em dia, muitas mães de primeira viagem têm um curso intensivo de amamentação no hospital logo após o nascimento dos seus bebés. Infelizmente, esta formação única poderá não ser suficiente.

A amamentação precisa de paciência e prática. Se estiver a ter problemas, por exemplo, para o bebé agarrar o peito, ou se achar que o processo lhe está a causar dor, então procure ajuda de outras mães, da sua enfermeira ou parteira, de um curso ministrado no hospital ou de outro centro de apoio. Amamentar é bom para si e para o seu bebé. Mas deve ser um ato agradável, e não um ato repleto de preocupações e lágrimas.

Comece cedo

Um bom momento para começar a amamentar é logo após o parto, se possível, quando o bebé está acordado e o instinto de sucção é forte. Embora não produza ainda leite, o seu peito contém colostro, um líquido diluído que contém anticorpos.

Posicionamento adequado

A boca do bebé deve estar bem aberta, com o seu mamilo introduzido no interior da boca dele tanto quanto possível. Isto irá minimizar em si futuras dores. Uma enfermeira, parteira ou outra pessoa experiente pode ajudá-la a encontrar uma posição de amamentação confortável. Se estiver muito dorida, será provável que o seu mamilo não esteja introduzido o suficiente na boca do bebé.

Amamentar segundo a necessidade

Os recém-nascidos precisam de ser amamentados com frequência, aproximadamente a cada duas horas, e não num horário rigoroso. Alimentar segundo a necessidade irá estimular os seus seios para produzirem bastante leite. Mais tarde, o bebé pode assentar numa rotina mais previsível. Uma vez que o leite materno é digerido mais facilmente do que as fórmulas, os bebés alimentados com leite materno muitas vezes alimentam-se com mais frequência do que os bebés alimentados com biberão.

Ingurgitamento mamário

Na qualidade de mãe de primeira viagem, tipicamente irá produzir muito leite, o que pode fazer com que os seus seios fiquem grandes, duros e dolorosos durante alguns dias. Para aliviar este ingurgitamento, deve alimentar o seu bebé com frequência e segundo a necessidade até o seu corpo se ajustar e produzir apenas o que o seu bebé precisa. Entretanto, fale com o seu médico sobre a toma de analgésicos não sujeitos a receita médica, aplique compressas mornas nos seios durante alguns minutos antes de amamentar para estimular o fluxo de leite e coloque gelo nos mesmos durante 10 minutos antes ou depois para um maior alívio da dor.

Sem suplementos

Não dê água com açúcar ou outros suplementos ao bebé se achar que não está a produzir leite suficiente. Isto poderá na verdade interferir com o apetite do bebé para mamar, o que pode levar a uma diminuição da produção de leite. Quanto mais o bebé mamar, mais leite irá produzir. Se estiver preocupada com o facto de o seu bebé não estar a receber leite suficiente, fale com o seu médico.

Adie os mamilos artificiais

Adie os mamilos artificiais: é melhor esperar uma semana ou duas antes de introduzir a chupeta, para o bebé não ficar confuso. Os mamilos artificiais requerem um tipo de sucção diferente dos verdadeiros. O mamar de um biberão também pode confundir o bebé, tornando mais difícil a amamentação.

Use discos de amamentação

Use discos de amamentação, tais como os JOHNSON'S® discos de amamentação almofadados e superabsorventes para ajudar a eliminar as embaraçosas fugas entre as mamadas.

Bolçar

É normal os bebés bolçarem durante ou após uma refeição. A maioria dos bebés superará isto por volta do seu primeiro aniversário. Embora bolçar seja normal, consulte um médico se o bebé não estiver a ganhar peso, se vomitar constantemente (em vez de apenas bolçar), se recusar alimentação ou caso se aperceba de outros sinais de um problema.

Mamilos gretados

No início do período pós-parto, os seus mamilos poderão ficar gretados. Se isto acontecer, fale com o seu médico, parteira ou conselheiro de amamentação para obter conselhos práticos. Se de facto ficar com os mamilos gretados, limpe-os apenas com água após a amamentação e lave-os suavemente todos os dias. Também pode ser útil aplicar uma pomada ou um creme para mamilos seguro e apropriado. Fale com o seu médico se a situação se mantiver ou se estiver a interferir com a amamentação do bebé.

Esteja atenta a infeções

Os sintomas de infeção da mama incluem febre, nódulos dolorosos e vermelhidão no peito. Estes sintomas requerem cuidados médicos imediatos.

Comer bem e descansar

As mães lactantes devem seguir uma dieta equilibrada e nutritiva, que geralmente deve incluir 500 quilocalorias adicionais por dia. Considere abdicar totalmente do consumo de cafeína e evitar o álcool. Além disso, beba bastantes líquidos (6-8 copos) todos os dias. O descanso e um sono de qualidade também são essenciais para ajudar a manter a sua própria saúde.

Inicio