Skip to main content

Massajar regularmente o bebé é uma forma de lhe proporcionar muito mais. Mais tempo para fortalecer laços afetivos. Maior estimulação sensorial. Um desenvolvimento mais saudável.

Uma das experiências mais importantes para o desenvolvimento feliz do bebé é o seu toque carinhoso. Estudos revelam que o toque frequente e a massagem feitos por um dos pais ou cuidador são essenciais para o crescimento, a comunicação e a aprendizagem do bebé.

O tato: A nossa primeira linguagem

De muitas formas, o tato é a nossa primeira linguagem. O toque suave e carinhoso pode ajudar os bebés pequenos a crescerem mais fortes e a sentirem menos ansiedade. Os bebés que são tocados com frequência demonstram 50% mais contacto visual e têm uma probabilidade 3 vezes maior de ter uma expressão globalmente positiva, comparativamente com os bebés que não são tocados.

Em muitos hospitais e maternidades, os recémnascidos são colocados no peito ou no abdómen das mães para terem o máximo de contacto pele com pele. O contacto próximo entre si e o bebé ajuda a acalmar a respiração dele (outra razão para o aconchego após o banho) e contribui para a aproximação a nível emocional – um processo conhecido como criação de laços ou vínculos.

A criação de laços e outros benefícios da massagem do bebé

A massagem é uma forma maravilhosa de fortalecer os vossos laços. Esta é a chave para o desenvolvimento da criança, já que muitos investigadores e médicos consideram que um laço materno-infantil positivo ajuda a formar a base para futuras relações.

Além de ajudá-la a criar laços com o bebé, a massagem regular poderá:

  • Acalmar o bebé e reduzir o choro.
  • Ajudar na digestão e a aliviar as cólicas, os gases e a prisão de ventre.
  • Reforçar a adaptação do bebé ao sono noturno e ajudá-lo a dormir mais profundamente.
  • Aliviar a congestão nasal e o desconforto do nascimento dos dentes.
  • Ajudar a desenvolver a tonificação, a coordenação e a flexibilidade muscular.
  • Melhorar o conhecimento do próprio corpo.
  • Fortalecer o sistema imunitário.
  • Melhorar a textura da pele.
  • Ajudá-la a si e ao bebé a acalmar e a relaxar.
  • Aumentar a sua confiança para manusear o bebé.

A ciência do bebé!

Além do contato pele com pele, estudos demonstraram que o toque e a massagem frequentes resultam numa melhoria do desempenho cognitivo e num maior estado de alerta e de concentração nas crianças. No entanto, de acordo com o JOHNSON’S® Global Bath Time Report (relatório global sobre a hora do banho), apenas 23% dos pais em todo o mundo afirmam que as massagens podem ser extremamente importantes para o desenvolvimento do cérebro dos seus filhos!

O seu toque contribui para a criação dos primeiros laços emocionais do bebé. Este contacto ajuda a construir a base para o desenvolvimento emocional e intelectual mais tarde na vida. Portanto, da próxima vez que massajar o bebé depois do banho, saiba que este ato de amor significa muito mais para o desenvolvimento do bebé e que pode ter um impacto positivo e duradouro.

A história da massagem

  • A massagem terapêutica é uma das formas mais antigas de tratamento, com evidências da sua utilização na China, Índia e Egito há mais de 2000.
  • Hipócrates definia a medicina, no ano 400 a.C, como «a arte de esfregar».
  • O declínio da massagem terapêutica na medicina ocidental coincidiu com a revolução farmacêutica da década de 1940.
Inicio