Skip to main content

Quanto mais curiosa for uma criança, mais ela aprenderá, pelo que incentivar a sua curiosidade é uma das formas mais importantes de ajudá-la a tornar-se numa boa aprendiz para toda a vida.

Cultive o interesse pelo mundo à sua volta

Dê um passeio ao ar livre e fale em voz alta sobre as árvores, o céu ou as estrelas. Incentive a criança a envolver os sentidos, como ouvir os pássaros, cheirar as flores e sentir o tronco áspero das arvores, uma vez que a estimulação sensorial pode ser crucial para o desenvolvimento feliz e saudável do seu pequenote. Também, deixe que o seu filho a observe a seguir os seus próprios interesses.

Incentive o interesse pela natureza

As crianças aprendem muito mais quando praticam atividades que captam a sua atenção e imaginação. Se gostam de música, ponha música muitas vezes, improvisem e toquem instrumentos juntos e dancem juntos. Se o interesse da criança recair nos insetos, dê-lhe uma pá e uma rede e leia-lhe livros sobre insetos.

Responda às perguntas de modo simples e de acordo com o desenvolvimento do seu filho

A sua resposta à pergunta «De onde vêm os bebés?» será muito diferente caso o seu filho tenha 3 ou 13 anos. Igualmente, independentemente da idade dele, pergunte-lhe sempre primeiro o que é que ele pensa sobre o assunto antes de lhe responder.

Se não souber a resposta, diga-lhe isso mesmo

Transmita ao seu pequenote que não saber todas as respostas não é problema nenhum. Esta é também uma oportunidade para ensinar a encontrar as respostas. Vá com ele à biblioteca, pesquise a pergunta na internet ou telefone a outra pessoa que possa saber.

Utilize a biblioteca!

Façam este percurso juntos muitas vezes. Descubra qual o horário dos contos infantis na biblioteca local. Os livros são janelas para todos os tipos de mundos para deliciar as mentes curiosas. As crianças mais pequenas que têm mais contacto com os livros tornam-se melhores leitores. Deixe que a sua criança escolha os seus próprios livros. Estudos demonstram que não importa se estão a ler livros sobre foguetes ou de banda desenhada; o mais importante é que as crianças se interessem e gostem de ler.

Estimule o seu filho com perguntas de resposta livre

Estas são perguntas que não têm uma resposta certa ou errada e que não podem ser respondidas com apenas uma palavra como «sim» ou «não». Por exemplo, pergunte ao seu filho «O que achas de...», «Que tal foi (esta e aquela experiência)...» ou «Conta-me o que aconteceu na escola hoje.». Este tipo de perguntas incentiva a criança a desenvolver os pensamentos e as ideias, demonstra afeto e interesse e vão abrir-lhe uma janela para a vida interior da criança.

Crie um ambiente interessante

Os bebés ocupam um quinto do tempo em que estão acordados a observar fixamente. Eles são curiosos sobre o ambiente que os rodeia. As fotos na parede e as atividades normais da família são naturalmente fascinantes. Dê ao bebé brinquedos seguros e objetos para explorar. Varie os brinquedos que lhe dá para manter um ambiente com «novidade».

Redirecione, não desencoraje

Tente descobrir o que capta o interesse do seu pequenote ou que habilidade está a tentar dominar, e proporcione uma forma segura e aceitável para ele explorar. Por exemplo, se o seu filho estiver a explorar as plantas da casa, coloque-as fora do alcance, mas ofereça uma alternativa parecida. Coloque um pouco de terra num recipiente de plástico para o seu filho brincar e inspecionar. Se ele gosta de verter a água do copo na cadeira de bebé ou no chão, coloque-o no chão da cozinha, banheira ou quintal após a refeição de modo a que possa explorar e experimentar a água sem enlouquecê-la. Isto também vai ensinar-lhe habilidades de resolução de problemas e formas criativas e aceitáveis para fazer e alcançar o que quiser.

Nota: O afogamento é a principal causa de morte nas crianças pequenas. Supervisione sempre uma criança quando esta estiver perto da água.

Reserve tempo para atividades livres

Ao contrário de alguns brinquedos que são concebidos para serem usados de uma determinada maneira, os materiais como caixas, blocos, água, areia, potes e panelas, bem como qualquer material artístico, podem ser usados com imaginação. Não diga ao seu filho o que fazer com o material, como o fazer ou qual o aspeto final esperado. Deixe que a curiosidade do seu pequenote seja o seu guia.

Inicio